Comércio & Serviços

Feira

Mercado do Produtor de Teresina movimentou R$ 120 mil

Feira teve 44 empresários vendendo produtos no ramo alimentício e artesanato

 
Empresária Carla Marinho, da Sabor Fit (Fotos: divulgação/Sebrae)

 Empresária Carla Marinho, da Sabor Fit (Fotos: divulgação/Sebrae)

 
 

O Mercado do Produtor de Teresina gerou R$ 120 mil em negócios diretos nas 44 empresas que participaram da feira, que aconteceu entre os dias 19 e 22 de agosto, no estacionamento da Ponte Estaiada.  Entre os produtos que foram comercializados no Mercado do Produtor estiveram hortaliças, frutas, carnes, aves, peixes, laticínios, temperos, doces, cajuína, mel, cachaça, artesanato, embutidos, cerveja e derivados do trigo, como bolos e pães caseiros.

A empresária Carla Marinho, da Sabor Fit, destaca que a feira superou suas expectativas. “Essa foi a primeira vez que participamos do evento e foi uma experiência maravilhosa. Nosso foco era realmente buscar clientes e conhecer possíveis fornecedores. Mas a feira superou tudo. Devido a divulgação aqui no Mercado, a gente teve uma demanda gigantesca no nosso restaurante”, declarou. A Sabor Fit fornece marmitas com alimentos saudáveis. No Mercado, a empresária vendeu temperos e salgados fit.

A empresa Agro Rock também expôs no Mercado do Produtor. “O que mais vendemos foram os defumados, galinha caipira e os temperos naturais. Também vendemos queijos artesanais. E tudo fez bastante sucesso”, afirmou Pedro Roque, que possui uma loja física no centro da cidade.

Pedro Roque vendeu bastante queijos artesanais

 

O artesanato também foi evidenciado durante o evento. A artesã Maricildes Rodrigues comentou que fez muitas vendas e que alguns clientes encomendaram peças. “Foi uma enorme satisfação participar dessa feira. Além de divulgar os meus produtos, consegui algumas encomendas para as próximas semanas”, revelou.

 

A artesã Maricildes Rodrigues comentou que fez muitas vendas e que alguns clientes encomendaram peças

 

A produção agroecológica teve destaque no Mercado do Produtor. Produtores de assentamentos da zona rural de Teresina levaram para o público frutas, verduras e legumes frescos. A jovem agricultora Carla Karine, do assentamento Vale da Esperança, marcou presença na feira.

 “A feira foi uma ótima oportunidade para divulgar e vender nossa produção que é limpa, saudável e fresca. O Sebrae e o Senar estão de parabéns por fazer uma feira como essa, no qual pudemos mostrar para mais pessoas o que produzimos”, afirmou Carla.

A jovem agricultora Carla Karine, do assentamento Vale da Esperança, marcou presença na feira.

 

Antes da realização do Mercado do Produtor, o Sebrae realizou um curso sobre aproveitamento integral de frutas e hortaliças e uma consultoria de aperfeiçoamento de produtos mini-processados para produtores dos assentamentos.

O sócio-fundador da Inez Cevicheria, Gabriel Medeiros, vendeu e apresentou ceviche com ingredientes do Piauí. “Queremos fazer com que cada vez mais as pessoas conheçam o nosso ceviche e o Mercado do Produtor foi uma ótima oportunidade para isso. Na nossa receita utilizamos tilápia, coentro e manga para mostrar um produto feito no Piauí. Espero ir cada vez mais longe”, assinalou Gabriel.

 “A feira teve como objetivo fomentar a comercialização dos produtos locais e promover a geração de renda para os empreendedores. Essa edição do Mercado do Produtor foi muito exitosa e os expositores realizaram boas vendas. Nós que fazemos o Sebrae, ficamos muito felizes em desenvolver ações que gerem resultados concretos para os pequenos negócios ”, pontua o diretor superintendente do Sebrae no Piauí, Mário Lacerda.

O Mercado do Produtor foi uma realização do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, Sebrae no Piauí, e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, Senar, com o apoio da Prefeitura de Teresina.

Siga o Piauí Negócios nas redes sociais

FACEBOOK

👉🏾 https://www.facebook.com/pinegocios

INSTAGRAM

👉🏾 https://www.instagram.com/pinegocios

 TWITTER  

👉🏾 https://twitter.com/@negociospiaui

LINkEDIN

👉🏾 https://www.linkedin.com/company/piauí-negócios/

Fonte: Sebrae

Mais de Comércio & Serviços