Pesquisas

PIB

Estagnação do comércio reduz alta no setor de serviços

Fraco desempenho das vendas é explicado pela queda da atividade econômica e do consumo das famílias

 
Setor de serviços cresceu 2% no Piauí em 2017 (Reprodução)

 Setor de serviços cresceu 2% no Piauí em 2017 (Reprodução)

 
 

O PIB no setor de serviços, apesar de ter crescido 2% em 2017, ante uma retração de 1,3% em 2016, foi afetado principalmente pela estagnação do comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas. Por isso, a participação dos serviços na riqueza do Piauí caiu de 82,3% em 2016 para 78,5% em 2017.

 

O serviço de comércio, a segunda atividade em importância do setor serviços, permaneceu estável em 2017. Nesse sentido, o fraco desempenho das vendas do comércio piauiense é explicado pela queda da atividade econômica e do consumo das famílias. A deterioração no mercado de trabalho, nos últimos anos, tem levado à desaceleração da massa salarial, importante elemento de sustentabilidade das vendas.

 

 Os setores de administração, defesa, educação e saúde públicas e seguridade social cresceram 1,5% em volume.  O valor adicional de serviços foi de R$ 31,8 bilhões em 2017, um incremento de R$ 1,355 bilhão em relação ao ano anterior.

 

Crescimento forte da agricultura faz PIB do Piauí ter segunda maior alta do Brasil

Queda na construção civil pelo quarto ano consecutivo derruba PIB da Indústria

Mais de Pesquisas