Indústria

Recuperação

Produção da indústria piauiense ultrapassa a do período pré-pandemia

Em outubro, setor operou com 60% da capacidade, ultrapassando os 50% de janeiro

 
Produção cresceu após queda em setembro

 Produção cresceu após queda em setembro

 
 

Pela primeira vez desde o início da pandemia do novo coronavírus, a produção industrial no Piauí ultrapassou a capacidade atingida antes da crise sanitária. Em outubro, as quase quatro mil empresas do Piauí produziram 59,6% de sua capacidade, superior aos 50% do mês de janeiro deste ano, dois meses antes da pandemia. Os dados são da pesquisa “Sondagem Industrial”, feita pela Federação das Indústrias do Estado do Piauí (FIEPI) em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI). O levantamento abrange as indústrias extrativas e de transformação.

 

Embora sempre no terceiro trimestre do ano a produção industrial aumente devido à alta no consumo das famílias por conta do Natal, este ano o crescimento surpreendeu e ultrapassou novembro de 2019, o melhor mês da série, quando as empresas do setor produziam 56,8% da capacidade.

 

A pandemia do novo coronavírus praticamente paralisou o setor. A queda na produção começou em feveireiro, com 30%, mas atingiu o pior índice já em março, no início da pandemia no Piauí, com apenas 11,5% da produção. A recuperação lenta começou em abril, quando o índice atingiu 14% da capacidade. De lá para cá, o setor foi voltando à normalidade, até ao recorde de outubro.

 

Março foi o pior mês da produção no setor industrial do Piauí

 

O diretor de Assuntos Econômicos da FIEPI, Freitas Neto, explica que outro indicador importante para indústria é relativo ao número de empregados. “Em relação à evolução do número de empregados, o indicador apontou um tímido aumento, de 12,7% em setembro para 15% em outubro, enquanto no Nordeste o aumento no número de empregados foi de 20%”, afirma. No Piauí, o setor industrial emprega 56 mil pessoas, segundo a CNI.

 


Leia mais

Indústria piauiense atua com estoque baixo e tem dificuldades para adquirir insumos

 

Indústria do Piauí se aproxima dos patamares pré-pandemia

 

Durante pandemia, 95% das construtoras tiveram aumento no preço do cimento

 


 

Estoque ainda é baixo, devido à falta de matéria-prima

O estoque de produtos finais em relação ao planejado/desejado apresentou índice inferior ao do mês passado. Se em setembro, o percentual era 34,9% iguais ao planejado, em outubro foi de 28,3%. Este percentual se distancia do Nordeste, que apresentou 41,5%. O que tem contribuído para esse percentual é a dificuldade das indústrias na obtenção da matéria-prima, devido às restrições impostas à indústria para controlar o contágio do coronavírus no primeiro semestre.

 

Otimismo

As perspectivas para os próximos 6 meses são otimistas. Se a expectativa pela demanda por produtos é de 44,4% no Nordeste, o otimismo da indústria estadual salta para 56,7%.

 

Números

O Piauí possui cerca de 4 mil indústrias, que produziram em 2018 (dado mais recente), R$ 44,7 bilhões, ou 12,4% do Produto Interno Bruto (PIB) estadual.

 

Siga o Piauí Negócios nas redes sociais

FACEBOOK

👉🏾 https://www.facebook.com/pinegocios

INSTAGRAM

👉🏾 https://www.instagram.com/pinegocios

 TWITTER  

👉🏾 https://twitter.com/@negociospiaui

LINDEKDIN

👉🏾 https://www.linkedin.com/company/piauí-negócios/

Siga o Piauí Negócios nas redes sociais

FACEBOOK

👉🏾 https://www.facebook.com/pinegocios

INSTAGRAM

👉🏾 https://www.instagram.com/pinegocios

 TWITTER  

👉🏾 https://twitter.com/@negociospiaui

LINkEDIN

👉🏾 https://www.linkedin.com/company/piauí-negócios/

Mais de Indústria