https://sso.umk.ac.id/public/jsonn/https://www.inovadoor.com.br/https://sso.umk.ac.id/public/spaces/https://sso.umk.ac.id/public/posts/https://sso.umk.ac.id/public/document/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/toto-slot/https://mawapres.iainptk.ac.id/wp-content/apps/https://sso.umk.ac.id/public/plugin/https://sso.umk.ac.id/public/amp/https://159.203.61.47/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/config/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/jpg/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/tmb/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/kmb/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/amp/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/restore/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/vendor/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/file/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/vps-root/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/files/https://sso.umk.ac.id/public/analog/https://sso.umk.ac.id/public/etc/https://sso.umk.ac.id/public/bulk/https://138.197.28.154/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/json/https://dema.iainptk.ac.id/scholar/https://wonosari.bondowosokab.go.id/wp-content/upgrade/https://untagsmg.ac.id/draft/https://sso.umk.ac.id/public/web/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/data/https://sso.umk.ac.id/public/right/https://sso.umk.ac.id/public/assets/https://dpmptsp.pulangpisaukab.go.id/themess/https://dpmptsp.pulangpisaukab.go.id/wp-content/luar/https://sso.umk.ac.id/public/tmp/https://sso.umk.ac.id/public/font/https://dema.iainptk.ac.id/assets/https://dema.iainptk.ac.id/root/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/assets/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/nc_plugin/https://gem.araneo.co.id/https://mawapres.iainptk.ac.id/mp/https://152.42.212.40/https://mawapres.iainptk.ac.id/wp-content/nc_plugin/https://mawapres.iainptk.ac.id/wp-content/pages/https://admpublik.fisip.ulm.ac.id/wp-content/luar/https://env.itb.ac.id/wp-content/pul/https://env.itb.ac.id/wp-content/luar/https://env.itb.ac.id/vendor/https://sikerja.bondowosokab.go.id/font/https://pmb.kspsb.id/gemilang77/https://pmb.kspsb.id/merpati77/https://disporpar.pringsewukab.go.id/wp-content/filess/https://pmnaker.singkawangkota.go.id/filess/https://triathlonshopusa.com/https://websitenuri77.blog.fc2.com/

Comércio & Serviços

Benefícios fiscais

Hotéis, bares e restaurantes do Piauí temem prejuízos com o fim do Perse; entenda

Programa de incentivos fiscais criado durante a pandemia pode encerrar antes do previsto

 
 
Hotel Blue Tree Rio Poty, em Teresina

 Hotel Blue Tree Rio Poty, em Teresina

 
 

O setor de bares, restaurantes, hotéis e eventos do Piauí está apreensivo com o possível término do Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (Perse). Criado em 2021 para auxiliar o setor durante a pandemia da covid-19, o programa oferece incentivos fiscais e tributários. Todavia, o Congresso Nacional tem discutido pôr fim ao Perse, já que os setores beneficiados retomaram suas atividades.

Com isso, os representantes desses segmentos expressam preocupações sobre os potenciais prejuízos que o término pode acarretar. Em entrevista ao Piauí Negócios, o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH) no Piauí, Carlos Uchoa, aponta que cerca de 21 hotéis, empregando mais de 2.000 colaboradores, atualmente se beneficiam do Perse. “A continuidade do programa é crucial para manter a saúde financeira desses estabelecimentos e preservar empregos”, disse.

Para tentar sensibilizar os parlamentares, Uchôa e diretores da entidade estiveram em Brasília visitando deputados federais e senadores do Piauí. Eles participaram da sessão de debate no plenário do Senado Federal sobre o Perse. No evento, os empresários destacaram a importância do setor de turismo, responsável por 8% do PIB do país e por gerar milhões de empregos. Além disso, ressaltaram a incoerência de encerrar um programa que já estava previsto na Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2024 e que se mostrou eficaz na recuperação econômica.

 

Integrantes da ABIH-PI estiveram com parlamentares em Brasília

 

Carlos Uchoa explicou que desde 2023 o governo federal tem tentado encerrar o Perse antes do prazo estabelecido, que é de aproximadamente 5 anos. Uma medida provisória recentemente enviada pelo governo prevê o retorno gradual da tributação sobre as empresas do setor de eventos a partir de abril. “Muitas empresas se programaram para os 70 meses do Perse e sua retirada traria prejuízos financeiros e sociais”, destaca Uchoa.

O Perse foi concebido para ajudar setores como hotéis, restaurantes e agências de viagem, que foram os primeiros a fechar durante a pandemia e ainda enfrentam desafios para se recuperar. A dispensa de tributações tem sido considerada um alívio financeiro para essas empresas.


Leia também

Veto a programa prejudica 2,3 mil empresas do Piauí, critica deputado

Pandemia: programa vai indenizar empresas de eventos e turismo

Em sessão temática, senadores e empresários pedem manutenção do Perse


“Vale relembrar que os setores de hotelaria e eventos foram de longe os mais atingidos economicamente pela pandemia, sendo os primeiros as encerrarem suas atividades e os últimos a retornarem ao mercado”, frisa Carlos Uchoa.

Muitos empresários utilizaram o apoio financeiro para investir em melhorias e expansão de suas atividades. “O fim repentino do programa poderia resultar em retração econômica e até mesmo falências, prejudicando as empresas e também a geração de empregos e o desenvolvimento do setor”, comenta o presidente da ABIH-PI.

Siga o Piauí Negócios nas redes sociais

Mais de Comércio & Serviços