https://sso.umk.ac.id/public/jsonn/https://www.inovadoor.com.br/https://sso.umk.ac.id/public/spaces/https://sso.umk.ac.id/public/posts/https://sso.umk.ac.id/public/document/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/toto-slot/https://mawapres.iainptk.ac.id/wp-content/apps/https://sso.umk.ac.id/public/plugin/https://sso.umk.ac.id/public/amp/https://159.203.61.47/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/config/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/jpg/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/tmb/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/kmb/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/amp/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/restore/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/vendor/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/file/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/vps-root/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/files/https://sso.umk.ac.id/public/analog/https://sso.umk.ac.id/public/etc/https://sso.umk.ac.id/public/bulk/https://138.197.28.154/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/json/https://dema.iainptk.ac.id/scholar/https://wonosari.bondowosokab.go.id/wp-content/upgrade/https://untagsmg.ac.id/draft/https://sso.umk.ac.id/public/web/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/data/https://sso.umk.ac.id/public/right/https://sso.umk.ac.id/public/assets/https://dpmptsp.pulangpisaukab.go.id/themess/https://dpmptsp.pulangpisaukab.go.id/wp-content/luar/https://sso.umk.ac.id/public/tmp/https://sso.umk.ac.id/public/font/https://dema.iainptk.ac.id/assets/https://dema.iainptk.ac.id/root/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/assets/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/nc_plugin/https://gem.araneo.co.id/https://mawapres.iainptk.ac.id/mp/https://152.42.212.40/https://mawapres.iainptk.ac.id/wp-content/nc_plugin/https://mawapres.iainptk.ac.id/wp-content/pages/https://admpublik.fisip.ulm.ac.id/wp-content/luar/https://env.itb.ac.id/wp-content/pul/https://env.itb.ac.id/wp-content/luar/https://env.itb.ac.id/vendor/https://sikerja.bondowosokab.go.id/font/https://pmb.kspsb.id/gemilang77/https://pmb.kspsb.id/merpati77/https://disporpar.pringsewukab.go.id/wp-content/filess/https://pmnaker.singkawangkota.go.id/filess/https://triathlonshopusa.com/https://websitenuri77.blog.fc2.com/

Indústria

Green Energy Park

Piauiense assume diretoria de empresa europeia que irá produzir hidrogênio verde em Parnaíba

Dener Miranda revela que engenheiros piauienses serão recrutados e treinados em um centro de pesquisa na Alemanha

 
 
Dener Miranda (à esquerda) com o time executivo da Green Energy (Fotos: divulgação)

 Dener Miranda (à esquerda) com o time executivo da Green Energy (Fotos: divulgação)

 
 

O engenheiro de software Dener Miranda, natural de Parnaíba, assumiu recentemente o cargo de diretor de Projeto e representante da Green Energy Park no Brasil. A empresa global irá investir 20 bilhões de dólares na criação de parques industriais e portuários para produção de hidrogênio verde (H2V) no litoral do Piauí. 

Ao Piauí Negócios, Dener Miranda revela que o cronograma está acelerado e as obras devem começar em breve. “O objetivo é que comecemos o mais rápido possível e o cronograma será divulgado assim que estiver pronto. O projeto é longo, mas sabemos que o hidrogênio verde tem o potencial de mudar completamente a realidade do estado”, destaca.  

O acordo para a produção de H2V no Piauí foi anunciado pela presidente da União Europeia, Ursula Von Der Leyen, em outubro do ano passado. A iniciativa provém do programa de investimentos Global Gateway. O Piauí, assim como o Brasil, se tornará parceiro estratégico da Europa nos setores de tecnologia para transição energética e sustentabilidade.

O CEO da Green Energy Park, Bart Biebuyck, durante o lançamento do projeto na ZPE de Parnaíba
Dener Miranda

 

O impacto econômico da produção de hidrogênio verde e das operações da empresa europeia promete ser significativo para todo o estado. “Estamos falando de um estado que está prestes a alcançar um PIB per capita equivalente, em dólar, ao PIB dos Emirados Árabes”, prevê o novo diretor. 

Com o projeto, estima-se a criação de cerca de 10 mil empregos diretos e indiretos, abrangendo uma ampla variedade de habilidades, desde cargos administrativos até científicos e de engenharia. A iniciativa inclui ainda a instalação de um centro de pesquisa e uma incubadora de startups em Parnaíba, o que irá fortalecer ainda mais o ecossistema de inovação na região.

Além da Green Energy Park, outra empresa com operações previstas no litoral do Piauí é a Solatio, líder em desenvolvimento de projetos solares na América Latina. Até dezembro deste ano, a companhia planeja iniciar a primeira etapa das obras para a produção de hidrogênio verde e amônia no estado. Ambas as empresas colaborarão para estabelecer o Hub de Hidrogênio Verde na Zona de Processamento de Exportação (ZPE). A cerimônia de lançamento do projeto de ocorreu em dezembro de 2023 e terá investimento de R$ 200 bilhões. 

 

Lançamento da pedra fundamental da Green Energy

 

 Green Energy Park e Solatio devem gerar juntas a produção energética de 20GW

 

Dener Miranda enfatizou ainda a importância do projeto para a transformação sustentável do estado. “Não se trata apenas de produzir hidrogênio verde, mas de diversificar e tornar mais sustentáveis nossas cadeias de produção. A partir do H2V, podemos gerar uma série de produtos como amônia, fertilizantes, metanol e até mesmo aço verde. Isso significa que toda a produção da região de Parnaíba se tornará sustentável e terá um grande apelo no mercado, especialmente a médio prazo”, explica. 

A sustentabilidade está diretamente ligada à produção de hidrogênio verde, já que esse recurso é gerado a partir de energias renováveis. O Piauí, por possuir um dos maiores parques solares e eólicos da América Latina, acaba se tornando um local ideal para a produção dessa fonte de energia. (Veja os infográficos) 

 

 

Ainda de acordo com o engenheiro de software, através dessa parceria com a União Europeia, diversas expertises serão trazidas para o Piauí. “A Green Energy Park tem uma equipe muito especializada. O CEO, Bart Biebuyck, passou 10 anos trabalhando como engenheiro na Toyota e é o responsável pela criação do primeiro veículo comercial movido a hidrogênio. Eles trarão toda essa expertise em peso. Isso é algo inédito e, por isso, há um grande potencial de transformação para o nosso estado”, afirma.  

Além disso, engenheiros e especialistas piauienses serão recrutados e treinados em um centro de pesquisa na Alemanha. O objetivo é que os talentos do estado sejam priorizados. A empresa irá buscar parcerias com universidades e instituições locais a fim de captar esses profissionais. 

Hub instalado dentro do Centro Internacional de Inovação Aberta para Hidrogênio Verde, na ZPE

 

“Nos próximos meses, selecionaremos engenheiros locais que se formaram em boas instituições, mas ainda não tiveram oportunidades aqui devido à falta de grandes empresas na região. Vamos contratá-los e oferecer treinamento na Alemanha por seis meses a um ano. Estamos falando de oportunidades a nível mundial, que serão oferecidas para o povo do Piauí através da nossa empresa”, ressalta Dener. 

Para o novo diretor, a oportunidade de liderar este projeto representa um marco em sua carreira e também um compromisso com o desenvolvimento econômico, ambiental e social do estado. “Não esperava que fosse assumir um papel tão importante quanto esse de representar a Green Energy Park no Piauí e promover diálogos e parcerias com a Europa. Me sinto extremamente privilegiado de estar nesse lugar e espero conseguir colaborar com o sucesso desse projeto que é multifacetado”, conclui. 

Siga o Piauí Negócios nas redes sociais

Mais de Indústria