Indústria

Desenvolvimento

“Agro abre as portas para novas indústrias no Piauí”, diz novo presidente do CIEPI

Federico Musso vai buscar empresários que beneficiem produtos do agronegócio no Piauí, aumentando o valor agregado

 
Federico Musso quer aproveitar o potencial do agronegócio e levar para a indústria (Foto: Piauí Negócios)

 Federico Musso quer aproveitar o potencial do agronegócio e levar para a indústria (Foto: Piauí Negócios)

 
 

Setor que permaneceu inabalável com a pandemia, o agronegócio é uma oportunidade para que novas indústrias possam surgir no Piauí, a partir do beneficiamento de produtos como milho e soja. E isso vai ser estimulado pelo novo presidente do Centro das Indústrias do Estado do Piauí (CIEPI), Federico Musso, que tomou posse na noite dessa segunda-feira, dia 24, no Coco Bambu Eventos, em Teresina.

“Na Região Sul (do Brasil) temos indústria que beneficia o milho, transformado em bioetanol, e ainda há um subproduto, que é ração animal, muito necessária dentro do Estado do Piauí. Podemos fazer o mesmo aqui. Vamos trabalhar para seduzir empreendedores que façam investimentos que aproveitem o que é produzido no agro”, afirmou Musso, que é dono da indústria Moinho Piauí, que produz farinha de trigo em Altos, a 40 km de Teresina.

 

Federico Musso e a nova diretoria do CIEPI (Foto: divulgação)

A ideia do CIEPI é, com isso, aumentar peso da indústria na economia do Piauí. O setor já chegou a representar 20,6% do Produto Interno Bruto (PIB) estadual em 2006, mas reduziu sua participação e, em 2019, dado mais recente, chegou a 12,3%. Ainda assim, a indústria tem números expressivos no Piauí: gerou R$ 5,8 bilhões de riquezas e empregou mais de 50 mil pessoas em 2019.

 

 

Em entrevista ao Piauí Negócios durante o evento, o novo presidente falou sobre os planos para o seu mandato, que termina em 2025.

 

Incentivo de estudantes para o mundo empreendedor

A gestão de CIEPI quer incentivar estudantes, desde o ensino fundamental, passando pelo médio, a visitar as indústrias, de forma a estimular o empreendedorismo desde as níveis iniciais da educação.

 

Parceria Público-Privada

Para Musso, a agenda pública precisa andar junta com o setor privado. “Uma decisão do Poder Executivo não pode ser tomada sem ouvir o setor privado”, afirma.

 

Descentralização da indústria na Grande Teresina

Hoje, o Território Entre Rios, que engloba a Grande Teresina, concentra 48% das unidades industriais e 65% da mão de obra do setor no Piauí. Musso defende que haja mais investimentos em infraestrutura, como ferrovias e estradas, para que novas empresas possam surgir no norte e sul do estado. “A indústria gera valor agregado e os salários são acima da média de outros segmentos”, frisa o presidente da CIEPI.

 

Siga o Piauí Negócios nas redes sociais

FACEBOOK

👉🏾 https://www.facebook.com/pinegocios

INSTAGRAM

👉🏾 https://www.instagram.com/pinegocios

 TWITTER  

👉🏾 https://twitter.com/@negociospiaui

LINkEDIN

👉🏾 https://www.linkedin.com/company/piauí-negócios/

Mais de Indústria