Agronegócio

Grupo Progresso

Produtora do Cerrado piauiense representará Nordeste em evento nacional

Ani Sanders, que produz soja, milho e algoão sul do Estado, estará no Congresso das Mulheres do Agronegócio

 
Embora seja gaúcha, Ani mudou-se para o Piauí em 2001 e produza diversas culturas no Cerrado (Fotos: divulgação)

 Embora seja gaúcha, Ani mudou-se para o Piauí em 2001 e produza diversas culturas no Cerrado (Fotos: divulgação)

 
 

A produtora rural Ani Heinrich Sanders, cofundadora do Grupo Progresso, com sede em Sebastião Leal, no Cerrado piauiense, será representante da Região Nordeste na edição de 2022 do Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio, que acontecerá em outuro, em São Paulo (SP).

Se consolidando a cada edição como um dos principais eventos do agro brasileiro, o CNMA é realizado anualmente desde 2016. Na última edição, em 2021, o evento contou com 2.500 participantes de 22 estados, mais de 50 empresas patrocinadoras e mais de 50 palestrantes.

“Ao mesmo tempo em que fiquei surpresa com o convite para ser uma das embaixadoras, também me senti muito honrada. É algo que vem como um reconhecimento a uma caminhada que venho fazendo há décadas dentro do agro brasileiro, vivenciando e conhecendo a realidade de produtores e produtoras, em especial da nossa região dos cerrados. O evento é o maior congresso de mulheres do agro da América Latina e, sem dúvidas, é uma grande responsabilidade carregar este título e exaltar a importância do momento”, comentou Ani.

Embora seja gaúcha, Ani mudou-se para o Piauí em 2001 junto com o marido, Cornelio Sanders, e iniciaram o plantio de soja no Cerrado, por meio do Grupo Progresso, que atuava apenas em Minas Gerais.

O trabalho de Ani já lhe rendeu convites que levaram a agricultora a proferir palestras sobre suas experiências exitosas, em eventos como o Congresso Internacional da RTRS em Utrecht, na Holanda.

A familia Sanders radicou-se no Piauí em 2001

 

Em novembro de 2021, Ani representou as produtoras rurais brasileiras durante a abertura da 26° edição da Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP26), um evento internacional aberto em Glasgow (Escócia), que discutiu soluções sustentáveis para o futuro do planeta.

Desde que chegou ao Piauí, a família Sanders tem feito investimentos e inovações no desenvolvimento da atividade agrícola. O Grupo Progresso atua no setor do agronegócio, com o cultivo de soja e milho, a produção e o beneficiamento de algodão, além de reflorestamento com eucalipto e a pecuária.


Leia mais

Produtor do Cerrado piauiense recebe prêmio nacional

5G em fazenda do Piauí: produtividade terá ganho de até 30%

IBGE: safra de grãos no Piauí deve crescer 19% e alcançar 6 milhões de toneladas


A atuação da família no mercado agro trouxe reconhecimento nacional. Em 2020, Cornélio Sanders foi o vencedor do Prêmio Personagem Soja Brasil (Safra 2019/2020), na categoria produtor rural. O evento anual é promovido pelo Canal Rural e Aprosoja Brasil.

O Grupo Progresso atualmente tem oito unidades produtivas: sete fazendas no Piauí (a Rainha da Serra, Fazenda Imperial, Fazenda Península, Fazenda Pratinha, Fazenda Lambari, Fazenda Tropical e a Fazenda Progresso) e Fazenda Ouro Branco, em Paracatu, Minas Gerais. O grupo emprega cerca de 500 funcionários.

Siga o Piauí Negócios nas redes sociais

FACEBOOK

👉🏾 https://www.facebook.com/pinegocios

INSTAGRAM

👉🏾 https://www.instagram.com/pinegocios

 TWITTER  

👉🏾 https://twitter.com/@negociospiaui

LINkEDIN

👉🏾 https://www.linkedin.com/company/piauí-negócios/

Fonte: Grupo Progresso (Ascom)

Mais de Agronegócio